Conheça a História da Igreja

Ouça nossa Rádio

Bíblia online

biografias

dicas de leitura
Selecionamos alguns livros para aumentar seu conhecimento.

  • Banner
  • Banner

enquete
Você já leu a Bíblia inteira quantas vezes?
Escolha uma opção abaixo
Resultados Outras enquetes




Publicações Imprimir conteúdoIndicar página para alguém

Dízimo, uma prática bíblica a ser observada


Há uma enxurrada de comentários tendenciosos e distorcidos circulando as redes sociais, em nossos dias, atacando a doutrina dos dízimos. Acusam os pastores que ensinam essa doutrina de infiéis e aproveitadores. Acusam as igrejas que recebem os dízimos de explorar o povo. Outros, jeitosamente, tentam descaracterizar o dízimo, afirmando que essa prática não tem amparo no Novo Testamento. Tentam limitar o dízimo apenas ao Velho Testamento, afirmando que ele é da lei e não vigente no tempo da graça.

Não subscrevemos os muitos desvios de igrejas que, laboram em erro, ao criarem mecanismos místicos, sincréticos e inescrupulosos para arrecadar dinheiro, vendendo água fluidificada, rosa ungida, toalha suada e até tijolo espiritual. Essas práticas são pagãs e nada tem a ver com ensino bíblico da mordomia dos bens. O fato, porém, de existir desvio de uns, não significa que devemos afrouxar as mãos, no sentido de ensinar tudo quanto a Bíblia fala sobre dízimos e ofertas. Destaco, aqui, alguns pontos para nossa reflexão.

Em primeiro lugar, a prática do dízimo antecede à lei. Aqueles que se recusam ser dizimistas pelo fato de o dízimo ser apenas da lei estão rotundamente equivocados. O dízimo é um princípio espiritual presente entre o povo de Deus desde os tempos mais remotos. Abraão pagou o dízimo a Malquizedeque (Gn 14.20) e Jacó prometeu pagar o dízimo ao Senhor (Gn 28.22), muito antes da lei ser instituída.

Em segundo lugar, a prática do dízimo foi sancionada na lei. O princípio que governava o povo de Deus antes da lei, foi ratificado na lei. Agora, há um preceito claro e uma ordem específica para se trazer todos os dízimos ao Senhor (Lv 27.32). Não entregar o dízimo é transgredir a lei, e a transgressão da lei constitui-se em pecado (1Jo 3.4).

Em terceiro lugar, a prática do dízimo está presente em toda Bíblia. A fidelidade na mordomia dos bens, a entrega fiel dos dízimos e das ofertas, é um ensino claro em toda a Bíblia. Está presente no Pentateuco, os livros da lei; está presente nos livros históricos (Ne 13.11,12), poéticos (Pv 3.9,10) e proféticos (Ml 3.8-10). Também está explicitamente ratificado nos evangelhos (Mt 23.23) e nas epístolas (Hb 7.8).

Quanto ao dízimo não podemos subestimá-lo, sua inobservância é um roubo a Deus. Não podemos subtraí-lo, pois a Escritura é clara em dizer que devemos trazer “todos os dízimos”. Não podemos administrá-lo, pois a ordem: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro”.

 

Em quarto lugar, a prática do dízimo é sancionada por Jesus no Novo Testamento. Os fariseus superestimavam o dízimo, fazendo de sua prática, uma espécie de amuleto. Eram rigorosos em sua observância, mas negligenciam os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fé. Jesus, deixa claro que devemos observar atentamente a prática dessas virtudes cardeais da fé cristã, sem omitir a entrega dos dízimos (Mt 23.23). Ora, aqueles que usam o argumento de que o dízimo é da lei, e por estarmos debaixo da graça, estamos isentos de observá-lo; da mesma forma, estariam também isentos da justiça, da misericórdia e da fé, porque essas virtudes cardeais, também, são da lei. Só o pensar assim, já seria uma tragédia!

Em quinto lugar, a prática do dízimo é um preceito divino que não pode ser alterado ao longo dos séculos. Muitas igrejas querem adotar os princípios estabelecidos pelo apóstolo Paulo no levantamento da coleta para os pobres da Judéia como substituto para o dízimo. Isso é um equívoco. O texto de 2 Coríntios 8 e 9 trata de uma oferta específica, para uma causa específica. Paulo jamais teve o propósito de que essas orientações fossem um substituto para a prática do dízimo. Há igrejas na Europa e na América do Norte que estabelecem uma cota para cada família para cumprir o orçamento da igreja. Então, por serem endinheirados, reduzem essa contribuição a 5% ou 3% do rendimento.

Tem a igreja competência para mudar um preceito divino? Mil vezes não! Importa-nos obedecer a Deus do que aos homens. Permaneçamos fiéis às Escrituras. Sejamos fiéis dizimistas!
 

De: 23/03/2013
Por: Hernades Dias Lopes



Deixe seu comentário abaixo
7 comentários
Jucielde Pereira
Jucielde Pereira
17/10/2013
Graça e paz

Me respondam uma coisa: porque em lugar nenhum no NT os Apóstolos ensinam ou dão o dizimo? Apenas ensinam a ofertar a exemplo para Jerusalém que era uma igreja necessitada.
Avaliar Positivar14 Negativar8
Valdomiro
Valdomiro
01/11/2013
Maravilhoso este estudo!!
Avaliar Positivar4 Negativar1
Jhones bazelatto
Jhones bazelatto
17/02/2014
Mt.23.23 Jesus fala sobre o dizimo no novo testamento, equivocado esta aquele que acha que a pratica do dizimo não esta na recente escritura (NT).
Avaliar Positivar5 Negativar3
Antonio Carlos
Antonio Carlos
05/10/2015
Porque o Dízimo é tido como princípio imutável e precisa ser respeitado, e o Sábado que o próprio Deus o trata como um estatuto perpétuo e que à bíblia fala muito mais do sábado do que do Dízimo, é completamente ignorado?
Avaliar Positivar2 Negativar2
Fagner Nascimento Lima
Fagner Nascimento Lima
20/11/2015
Olha onde tem na biblia que o Dizimo é em dinheiro e que tem que ser todo més , outra coisa só os da tribo de levi que podem receber os dizimos , esses que recebem o dizimo na igreja do seculo xxi , por acaso são levitas , a visão que tenho do dizimo é o seguinte , tem que ser constate , proporcional e voluntario , não da forma que se aplica hoje , 10 % arrisca , com pessoas dando até 2 vezes no més para agradar o lider e sem voluntariedade , faz por obrigação , jesus fala de quem é o rosto que esta na moeda de cesa de a cesa o que é de cesa e a Deus o que é de Deus por a caso tem o imagem de Deus no nosso Dinheiro Hoje.
Avaliar Positivar1 Negativar0
Borel
Borel
23/04/2016
Se a lei é o cumprimento em Jesus, e nós seguimos a Jesus, logo cumprimos a lei que está diz trazei os dízimos a casa do tesouro.....
E se vc diz que no Novo Testamento não fala em dizimo, leia com atenção e faça a exegese e a hermenêutica corretamente só assim vc encontrará o mandamento....
Avaliar Positivar0 Negativar0
leandro bertagnoli
leandro bertagnoli
20/05/2016
desculpe a minha ignorância neste ponto mas tenho uma dúvida, como ficaria entendido como correta á aplicação deste ponto, ( dizimo) á uma família onde o provedor está com dificuldades e a família vem passando por necessidades?
Avaliar Positivar3 Negativar0

 

Quanto é :

2011 - 2017 Pregação Expositiva
Desenvolvimento: Agência Kairós
Usuários online 1 online Visitantes 195276 Visitas